• Marketing RVT

Os seus aparelhos são compatíveis com a velocidade contratada?




A pergunta que não quer calar: “Por que meu (insira aqui o seu dispositivo) não atinge a velocidade no Wi-Fi conforme o contratado?” 🤔


Nós sabemos, pode ser frustrante, mas contratar um plano de ultravelocidade da RVT não garante necessariamente que você vai conseguir atingi-la... Para entender, veja este exemplo:


Na Autobahn, a rodovia sem limite de velocidade da Alemanha, você pode andar a mais de 300 km/h! Agora imagine: o seu carro só alcança 100 km/h... Ruim e um tanto quanto perigoso, não?

Assim também é na internet: o modelo do seu aparelho (celular, notebook, smart TV, videogame...) pode interferir no desempenho da sua conexão, diminuindo a velocidade máxima que você poderia atingir no plano de Internet. Calma, vamos explicar!



Padrões de conexão


Via Wireless


Desenvolvidos pelo Institute of Eletrical and Electronics Engenieers (IEEE), os padrões de protocolo IEEE 802.11a/b/g/n/ac garantem que todos os aparelhos possam se comunicar entre si usando a mesma frequência (2.4 GHz (maior distância) e 5 GHz (mais velocidade)).


Ainda que eles possam conversar, isso não garante que a velocidade seja alta, pois muitos smartphones, laptops e adaptadores Wi-Fi funcionam apenas com os padrões 11g ou 11n, não atingindo a performance esperada.



Por que a frequência de banda é importante?


Os padrões antigos (802.11 a/b/g) operam em 2.4 GHz são limitados à taxa de transferência de até 60Mbps e hoje em dia sofrem interferências fazendo com o que seu sinal fique ruim. Por isso, foram desenvolvidos padrões mais novos (802.11 n/ac) que operam nas duas frequências (2.4 e 5GHz), garantindo sinal de maior qualidade.



Confira a frequência de operação de cada padrão e a velocidade máxima via Wi-Fi:



Via cabo de rede


Na conexão por cabo, existem placas de rede Fast Ethernet (10/100 Mbps), Gigabit Ethernet (10/100/1000 Mbps) e 10 Gigabit Ethernet (10/100/1000/10000 Mbps).


Uma rede cabeada que utilize a Porta Fast (ou cabo de rede (patch cord) Fast Ethernet, aquele que vai do seu roteador ao computador) consegue fazer transferências de dados de até 100 Mb/s e já é considerado um padrão antigo.


A Porta Giga (ou cabo de rede (patch cord) Gigabit Ethernet), por sua vez, é capaz de transferir arquivos com velocidade de até 1 GIGA. Sim, dez velocidades mais rápida do que velocidade Fast! Esse é o padrão dos roteadores que a RVT instala em sua casa!


Ou seja, se seu aparelho opera nas especificações mais antigas, estará limitado à velocidade de transferência do padrão... Se você tiver uma placa de rede Fast Ethernet, você não conseguirá atingir 1 GIGA (1000 Mbp/s) de velocidade. Em outras palavras: você não estará impedido de trafegar pela Autobahn, mas a sua velocidade será limitada.


Tenha a melhor experiência em conexão! A RVT instala gratuitamente (em comodato) um roteador de última geração com tecnologia Wi-Fi 5 (11ac) e interface RJ45 Gigabit Ethernet e sua casa. Conheça nossos planos!



Ok, mas onde entra a compatibilidade dos seus dispositivos?


Com o desenvolvimento das tecnologias de conexão, agora podemos assistir filmes, jogar online, fazer vídeo chamadas, baixar arquivos pesados e salvar documentos na nuvem na ultravelocidade da luz, com um clique, num piscar de olhos! Tudo isso é uma maravilha, porém aparelhos mais antigos não são capazes de acompanhar essa tecnologia, a tal da “obsolescência programada”.


Exemplo 1: o seu celular possui padrão 802.11b que proporciona uma velocidade de até 54Mbps. Neste caso, mesmo que você contrate um plano de 500 MEGA da RVT, a velocidade máxima que você poderá alcançar é de 54 MEGA. O mesmo acontece quando navegamos via cabo de rede, mas a placa de rede é Fast Ethernet (10/100Mbps). Você só conseguirá atingir velocidades inferiores às esperadas por uma limitação de hardware.


Exemplo 2: o celular até que não é tão antigo, mas no seu menu Wi-Fi só aparece uma rede “Casa” e não “Casa_5G”. isso quer dizer que o seu celular não é compatível com a tecnologia 802.11ac e por isso não alcançará alta velocidade sem fio.


Por isso, para usufruir da alta velocidade contratada é ideal que seus equipamentos operem, no mínimo, com dupla frequência nos padrões Wireless n/ac – atingindo velocidades de 100Mbps a 1300Mbps – e no padrão Ethernet 10/100/1000Mbps.


Outra dica é manter os dispositivos sempre atualizados, corrigindo bugs e entregando novas funcionalidades para otimizar a performance! Mas se puder, invista em aparelhos mais modernos! Assim você poderá usufruir do que há de novo no mercado em termos de protocolo de segurança e funcionalidades e, por consequência, terá melhorias na sua conexão!



Testando a real velocidade da Internet

Como medir corretamente a velocidade da Internet?

A forma correta de realizar um teste de velocidade implica em dois passos importantes:

  1. O teste deve ser realizado por cabo conectado diretamente ao roteador;

  2. Utilize sites confiáveis para medir a velocidade da sua conexão. Recomendamos SpeedTest e Minha Conexão.


​Como testar?

  • Basta ligar o cabo de rede em um computador (desktop ou laptop) e no roteador (porta LAN).

  • Lembre-se de desligar o Wi-Fi de todos os dispositivos que geralmente se conectam ao roteador!

  • Feche todas as abas do seu navegador, não tenha algum download sendo realizado e evite utilizar a Internet no momento do teste.

  • Nenhum outro dispositivo deve estar utilizando a Internet para não interferir no teste de banda.


Os testes geralmente apresentam duas velocidades:

  1. Velocidades de download (Mbps): é a taxa de transmissão responsável por baixar um arquivo;

  2. Velocidade de upload (Mbps): é a taxa de transmissão responsável por receber um arquivo.


Aqui na RVT a velocidade pode alcançar até 1000 MEGA, dependendo da compatibilidade dos seus dispositivos, como falamos acima. Caso tenha dúvidas sobre a sua conexão, entre em contato com o suporte técnico!



Fatores externos também interferem na velocidade


É importante ter em mente que, tanto na conexão via Wi-Fi quanto cabo, outros motivos podem influenciar na velocidade recebida: interferência do sinal, poluição do espectro, localização do roteador, cabeamento e conectorização incorreta, sobrecarga de dispositivos conectados simultaneamente (falamos sobre isso aqui!), entre outros...


Na conexão Wi-Fi isso é mais fácil de perceber, pois notamos com mais facilidade a baixa intensidade do sinal no menu Wi-Fi ou a lentidão nas transferências de arquivos. Estes são alguns indícios de que o seu sinal Wi-Fi está sofrendo interferências vindas de outros objetos e obstáculos, mesmo estando relativamente próximo ao roteador.


E por conta de todos estes fatores externos, os provedores geralmente garantem a banda contratada via cabo. Aqui na RVT você pode navegar até onde os seus aparelhos aguentarem!



Queremos saber: os seus aparelhos permitem você navegar na nossa ultravelocidade? Esse artigo foi útil para você? Compartilhe-o em suas redes sociais e ajude seus amigos a conhecerem a RVT!



Consulte se já temos viabilidade em seu endereço e navegue na ultravelocidade da luz!



Conheça nossos planos

Nosso blog foi pensado para levar melhor experiência na internet para você.

Se você tiver alguma sugestão de conteúdo ou melhoria, escreva abaixo:

Categorias

Tags

Confira outros artigos do Blog

RVT 100% Fibra em Florianópolis

Internet 100% fibra

de Floripa ❤  para Floripa